Cirurgia Bariátrica

Cirurgia metabólica é definida como cirurgia do trato gastrintestinal com intenção de tratar diabetes e obesidade.

Ela pode ser realizada através das técnicas cirúrgicas bariátricas já estabelecidas pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM) e pela Federação Internacional de Cirurgia da Obesidade (IFSO). Qualquer outro procedimento além destes é tratado como cirurgia experimental, ainda necessitando de evidência científica para ser realizado.
Cirurgia Metabólica é o único tratamento, até o momento, capaz de produzir remissão do Diabetes tipo 2. Se você possui alguma dúvida, agende uma consulta conosco!

Você Sabia?

Pacientes com obesidade grave, tendem a viver 12 a 15 anos menos, do que se estivessem no peso ideal.
As pessoas quando estão magras, tem melhor qualidade de vida, quando comparado com os momentos em que vivem com obesidade.
A obesidade favorece:
Surgimento de pressão alta, diabetes, colesterol alto, aumenta o risco de infarto, dificulta a gravidez,  determina dores articulares, favorece o refluxo gastro-esofágico, apneia obstrutiva do sono e aumenta o risco de câncer (principalmente de intestino)

Quem pode operar?

Paciente entre 16 e 75 anos
Obesidade grau II (IMC maior 35 kg/m2) e comorbidades pode ser candidato a cirurgia bariátrica
Obesidade grau III (IMC > 40 Kg/m2)

Cirurgia Bypass Gástrico

O Bypass Gástrico ou Gastroplastia com Derivação Intestinal em Y de Roux é uma técnica de tratamento cirúrgico da obesidade e doenças metabólicas que consiste em construir um novo reservatório gástrico (estômago com cerca de 30-50ML) e anastomosar (costurar) este reservatório com o intestino mais abaixo, cerca de 1 metro mais curto. O restante do estômago e o intestino desviado não são retirados do organismo. Ficam apenas excluídos do trajeto percorrido pelos alimentos e enzimas digestivas. Desta maneira, a quantidade de alimentos ingeridos, assim como a absorvida, é menor. Além de aumentar o nível de hormônios que dão sensação de saciedade e diminuem a fome.

A maioria dos pacientes tem uma excelente qualidade de vida depois dos primeiros meses da operação e é a mais realizada no Brasil, correspondendo a 75% das cirurgias feitas no país.

Cirurgia Sleeve Gástrico

O Sleeve é um procedimento bariátrico recente (menos de 10 anos) que vem evoluindo com grande aceitação global e bons resultados em múltiplos centros nacional e internacionalmente. Consiste na construção de um novo estômago em forma de um tubo fino através da remoção de 70% a 80% do estômago original, o que restringirá a ingestão alimentar. Apresenta, também, um controle hormonal da fome por reduzir a produção de grelina.

VANTAGENS:

  • Não exclui o duodeno do trânsito alimentar, portanto não interfere no sítio de absorção de ferro, cálcio, zinco e vitaminas do complexo B diminuindo as necessidades do uso de vitaminas em longo prazo
  • Pode ser transformada, em caso de insucesso, em qualquer outra técnica bariátrica regulamentada
  • Permite o acesso às vias biliar e pancreática por métodos endoscópicos habituais
  • Não necessita de anastomose ou rotação do intestino.

DESVANTAGENS:

  • Método irreversível, que pode produzir complicações de alta gravidade e difícil tratamento, como fístula junto ao ângulo de Hiss (esofagogástrico), porém em baixa incidência
  • Apesar de existirem dados que demonstram perda de peso aceitável (melhor que a banda gástrica ajustável), essa perda parece ser menor que outros procedimentos derivativos como o Bypass Gástrico
  • Seus resultados a longo prazo sobre a durabilidade da perda de peso e o controle do diabetes e doenças associadas ainda não são totalmente conhecidos.

Tende a piorar a doença do refluxo gastroesofágico em alguns pacientes devido à perda dos mecanismos antirrefluxo, podendo haver necessidade de novo procedimento cirúrgico (cirurgia revisional) em um percentual muito baixo.

Acompanhamento Multidisciplinar

Um programa personalizado com equipe multidisciplinar pré e pós cirúrgica é fundamental. Dentre esses profissionais estão: anestesiologista, cirurgião plástico, endocrinologista, nutrólogo fisioterapeuta, fonoaudiólogo, educador físico, enfermeiro, nutricionista e psicólogo.